Parcerias Com Editoras, (Opinião do www.diariodepernambuco.com.br )

Publicado em

Parcerias com EDITORAS, Legal, ou não…

Mais de 57 mil novos títulos chegaram às prateleiras das livrarias no ano de 2012, entre reedições, bestsellers e obras voltadas para pequenos (ou grandes) nichos de leitores. Segundo pesquisa encomendada pela Câmara Brasileira do Livro, o número corresponde à atuação de 197 editoras nacionais no período, cujo faturamento corresponde a R$ 4,98 bilhões. Para escoar a volumosa produção, os departamentos de marketing escapam dos caminhos tradicionais, como a imprensa e os críticos literários, e investem cada vez mais em outro tipo de formador de opinião: o blogueiro.

Por meio de parcerias, os “aprendizes” de crítico literário recebem exemplares antes do lançamento oficial e ficam livres para fazer resenhas, em texto ou vídeo, sempre com linguagem acessível. É um “ganha-ganha”: editoras divulgam as obras, blogueiros ganham livros e leitores têm acesso a opiniões de pessoas com preferências literárias semelhantes. Em Pernambuco, as páginas contabilizam até 20 mil acessos por mês.

“É uma via de mão dupla. Mas não me sinto pressionada a falar do que não gosto. Expresso a minha opinião. Se não me agrada, não recomendo, pontuando os motivos”, comenta Danielle Barbosa, do blog Garotas e Livros. A necessidade de se manter independente e com credibilidade é ratificada pela blogueira Carissa Vieira. “Já tive parcerias problemáticas e acabei desistindo. É preciso ter liberdade para se expressar. Da mesma forma que as editoras selecionam os blogs parceiros, nós também precisamos saber escolher”.

Fome de livro
O maior trunfo da troca de informações protagonizada por jovens é o estímulo ao hábito de ler. De maneira semelhante aos tradicionais clubes de leitura, a internet proporciona o diálogo em torno dos livros, o que contribui para atrair leitores e não-leitores. “Muita gente tem o primeiro contato com literatura na escola, onde quem nunca leu nada é apresentado a Machado de Assis. É um choque. Quem diz não gostar de ler é porque ainda não encontrou um livro que lhe agradasse”, comenta Brenda Lorrainy, do blog Catavento de Ideias.

Impulsionados pela manutenção do espaço online, os blogueiros se tornam leitores ainda mais vorazes, consumindo cerca de 70 livros por ano. Alguns chegam a quase dobrar esse número, como o biólogo Marcos Tavares, do blog Capa e Título. “Você começa uma série e se empolga para ler todos os volumes, tem vontade de acompanhar os lançamentos das editoras, então acaba lendo cada vez mais. Mesmo durante o meu mestrado, no ano passado li 129 livros. É uma válvula de escape”.

Encontro gratuito
Pouco depois de começar a postagem das resenhas, em 2011, Marcos se uniu a outros oito pernambucanos para criar o grupo Blogueiros PE, que promove encontros, promoções e divulga na internet o conteúdo gerado por eles mesmos. No sábado, às 14h, dentro da programação da Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, no Centro de Convenções, eles se reúnem com leitores. “Será um bate-papo informal para trocar ideias. Vamos falar como é o dia a dia de um blogueiro, perguntar quais as motivações de cada um e as dificuldades encontradas”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s